16.2.09

Antídotos



15 comentários:

Wilson disse...

Tirem-me tudo, MENOS A MÚSICA ;D

V disse...

quem vive sem música não vive em condições :)

Ivan Mota disse...

Pois é, o que seria de nós sem a música? A ela associo sempre uma qualquer altura da minha vida. Uma situação. Um lugar. Funciona mais ou menos como os cheiros. A sua "fragrância" perdura e faz-me bem.

Davi(d) disse...

Gostei. Sem música não há vida ;)
devo dizer que adorei o blog.
beijinho :)

Jo. disse...

Pra quem tem "dedos de pianista", sem música era muito chato :p

Afonso disse...

Realmente, sem música o que seria a vida?
Obrigado pelo teu comentário. Vou adicionar o teu blog. :)

Beijinho*

Beatriz Cró disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pandora disse...

Tenho uma amigo que não gostava de ouvir música. Nunca achei possível, mas pelos vistos...

Pandora disse...

um amigo*

Beatriz Cró disse...

Erraste duas! :p Fraquissima.

Joana.M disse...

Já não sei bem se é mesmo dos ouvidos que precisamos para a escutar.

Bom post. Revi-me nesse texto, completamente...
(se fores ao meu blog percebes :P)

Beatriz Cró disse...

Afinal, so erraste uma.

P. disse...

A música é (quase) tudo !

MG disse...

a vida é musica, a musica é tudo! mesmo que nao seja a musiquinha de todos os dias, basta ser musica.

adorei o teu blog!

Nize disse...

"Porque na ausência de música, nem o mais forte dos ansiolíticos cura o meu nervosismo demente."

Nós bem o sabemos (you know what I mean...) =/